Queira aguardar...
Queira aguardar...

Guia da aderência Auto

Tal como a potência de travagem, a aderência do pneu é um elemento primordial para a segurança do condutor e dos seus passageiros. Esta aderência pode variar de 1 a 10 seguinte o tipo de pneu, os desenhos do piso, a sua largura, a qualidade de revestimento do piso, mas sobretudo seguinte as condições climaticas.
Com os três cenários seguintes, vamos explicar-lhe de maneira simples e precisa alguns princípios de base inerentes aos pneus e à sua utilização.

Sobre piso seco:

O ideal seria circular com pneus lisos (igualmente designados slick) o mais largo possível para aumentar a faixa de rolamento e a aderência.

Vantagem : Numa aceleração ou numa curva, a aderência seria melhorada graças ao aumento da faixa de rolamento. O veículo ficaria como que "colado" à estrada.

Inconveniente: Uma deformação importante do chassis se o veículo não for suficientemente rígido, bem como uma baixa de motricidade e de aceleração, devida aos inúmeros contactos e fricções com o piso.

Compromisso: Seguinte a rigidez do chassis, encontre um meio termo entre pneus lisos e pneus com muitos desenhos de piso, a fim de alcançar uma aderência óptima. Adapte igualmente a largura do pneu à potência do veículo.

Sobre piso molhado

Para este tipo de piso, mais vale estar bem preparado. É necessário não só levar em consideração a aderência, mas também a evacuação da água pelo pneu. Por conseguinte, são indispensáveis pneus com desenhos de piso. O ideal seria neste caso adaptar o tamanho dos desenhos à largura do pneu. Aconselha-se um desenho em forma de V.

Vantagem : A água escorre melhor até à saída dos desenhos de piso.

Inconveniente: A aderência é reduzida por causa de uma faixa de rolamento mais estreita.

Compromisso: Seguinte o tamanho dos seus pneus, e cosoante a potência do seu veículo, ser-lhe-á necessário erguer o pé simultaneamente nas curvas e nas linhas rectas. Geralmente, quanto mais largos forem os pneus, mais necessário será manter-se vigilante por ocasião de tempo muito chuvoso.

Sobre piso nevado/gelado

A maioria dos condutores não está habituada a circular neste tipo de piso; por conseguinte é importante que aumente a sua vigilância numa situação destas. Nos casos extremos, é preferível utilizar pneus com pregos ou correias. Para uma utilização quotidiana no Inverno, recomenda-se que utilize pneus para a neve com lamelas, por forma a aderir ao máximo ao revestimento.

Vantagem: Os desenhos de piso dos pneus de Inverno são muito mais numerosos e profundos, o que melhora a aderência a um piso deslizante. Estes desenhos de piso são igualmente desigandos lamelas.

Inconveniente: Uma aderência global dez vezes menos importante que numa estrada seca.

Compromisso: Num piso nevado/gelado, é necessário que a sua condução seja flexível(aceleração, travagem, curvas) e que utilize sempre um coeficiente de aceleração superior ao que teria utilizado por tempo seco.

Pesquisar
Pneus automóvel