• Acumulação de pontos de fidelizaçãoAcumulação de pontos de fidelização em cada compra
  • 13000 centros parceiros13000 centros parceiros de montagem na Europa
  • A entrega é ofertaA entrega é oferta a partir
    de 2 pneus para carro ou mota!
  • 8 milhões8 milhões de pneus à venda

Pressão Auto

A pressão dos seus pneus é correcta:

Cada fabricante automóvel selecciona, testa, e homologa diferentes pneus para cada modelo proposto, segundo critérios de peso, de performance, de tamanho, etc. Os índices de peso e de velocidade são dois critérios muito importantes para a selecção de pneumáticos e determinam a pressão a aplicar aos seus pneus.
As indicações relativas à pressão a aplicar estão disponíveis no interior da tampa do carburante, no flanco da porta do condutor, no manual do seu veículo ou, de vez em quando, no compartimento do motor. Pode igualmente utilizar a sua tabela de pressões standards.
Tome nota que possui duas indicações para a pressão dos pneus: veículo com plena carga ou circulando na auto-estrada, e veículo com carga normal. A pressão dos seus pneus deverá ser verificada a frio, ou seja: o seu veículo não deverá ter percorrido mais de 3 a 5 quilómetros nas duas últimas horas. Caso contrário, se parar, por exemplo numa área de descanso da auto-estrada, e se os seus pneus estiverem quentes, adicione 0.3 bars à pressão indicada(1 bar = cerca de 1kg/cm2), em seguida controle de novo a pressão quando os pneus estiverem frios. Nunca reduza a pressão dos pneus a quente.
As tampas das válvulas devem estar no devido lugar para assegurar a estanquidade e devem igualmente ser substituídas quando montar novos pneus.

Os perigos inerentes aos pneus cuja pressão é incorrecta:

Um pneu pouco cheio, mesmo quando a diferença é pouca, sobreaquece e pode rebentar de um momento para o outro. O desgaste da faixa de rolamento será acelerado lateralmente e o consumo de carburante será superior. Por vezes, o flanco pode gastar-se se o pneu estiver demasiado pouco cheio. Inversamente, a faixa de rolamento para um pneu demasiado cheio gastar-se-á muito mais depressa no centro e será mais vulnerável se circular numa calçada deformada ou sobre detritos.
Verifique a pressão dos pneus aproximadamente uma vez por mês, e igualmente em caso de variação brutal da temperatura. Recomenda-se igualmnete que encha a roda de socorro ao máximo, respeitando o limite autorizado.

Pesquisar
Pneus automóvel